Número de fumantes cai 28% em 8 anos, diz pesquisa

30/04/2014

6rczh9dn3g_70liktu5kh_fileO Brasil conseguiu diminuir nos últimos oito anos o número de fumantes em 28%, segundo estudo Vigitel 2013 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) divulgado nesta quarta-feira (30) pelo Ministério da Saúde. Em 2006, 15,7% da população era fumante, em 2013, o porcentual caiu para 11,3%.

No último ano, a queda foi de 0,8 pontos percentuais. A parcela da população que fumava em 2012 era de 12,1% passando para 11,3% em 2013. Os homens ainda fumam mais que as mulheres. Enquanto 14,4% deles são fumantes, o porcentual entre elas alcança 8,6%.

A quantidade de pessoas que consomem mais de 20 cigarros por dia também caiu, mas em menor ritmo. Entre os fumantes, 4,6% consumiam 20 ou mais cigarros por dia, em 2013, o índice passou para 3,4%.

O número de fumantes passivos se manteve estável em 10,2% de 2012 para 2013, com aumento entre homens e diminuição entre mulheres.

Porto Alegre é a capital com maior número de fumantes, 16,5% dos gaúchos são fumantes, seguida de São Paulo (14,9%). Já Palmas é a cidade com menor índice de fumantes, na capital do Tocantins, o porcentual é de 5,7%.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, ressalta que a mudança no hábito de fumar tem reflexos importantes na qualidade de vida.

— A carga de doenças que o cigarro traz é muito bem estudada, a diminuição consistente que estamos observando em todo País é fundamental para diminuição de patologias como câncer e doenças cardiovasculares.

Pressão arterial
A pressão arterial tem se mantido estável na população. Segundo o Vigitel 2013, 24,1% dos brasileiros têm hipertensão, com maior prevalência entre as mulheres (26,3%) do que entre os homens (21,5%). O diabetes também é mais comum em mulheres (7,2%) do que em homens (6,5%).

Fonte: R7

Tags: , , ,